26 de mai de 2010

The Beatles and Football

Por ROGÉRIO PECEGUEIRO

Afinal, a Inglaterra, lar da maior banda de todos os tempos, também é o país que inventou o football – Cálcio, para os italianos; soccer, aos estadunidenses; ou o popular futebol, para nós brasileiros -. Então, dizer que os Beatles nunca deram atenção a esse esporte é algo totalmente revoltante. Pense bem: quatro sujeitos bacanas, que curtiam a vida adoidado e não pudessem, ao menos, tirar uns 90 minutos por uma ou duas vezes por semana ou mais para acompanhar uma partida ou discutir assuntos reverentes ao que aconteciam nos estádios ingleses, as jogadas dentro de um campo de futebol, a Copa do Mundo de 1966? Ou então, nenhum dos Beatles não teria um time de coração o qual torcessem: Liverpool ou Everton? Pra quem disser que os Fab Four não tinham nenhuma referencia ao esporte mais popular do mundo, estará dando uma bola totalmente fora, mas se afirmar que eles eram bastante interessados numa peleja, então fará um “goal” de placa!

A começar pelo John Lennon, que fez uma intrigante pintura aos 11 anos de idade, em 1952, na qual retrata um lance de uma partida de futebol, que o mesmo jamais a identificou, mesmo quando, em 1974, essa imagem acabou sendo a capa de seu álbum “Walls and Bridges”. Evidências fizeram especialistas afirmarem que a pintura do menino John Lennon retrata, com requinte de detalhes, um lance da partida Newscatle 1x0 Arsenal, pela final da copa da Inglaterra de 1952. Isso evidencia que o menino Lennon era apaixonado por futebol, assim como tantos outros da sua idade, e há indícios que tinha simpatia pelo Liverpool.




A imagem que John Lennon, com 11 anos, teria retratado na pintura seria este lance de cabeçada,
na final da Copa da Inglaterra de 1952: Newcastle 1x0 Arsenal

Paul McCartney, na infância, era torcedor do Everton, por influência paterna. Já esteve presente no Wembley muitas vezes para assistir aos jogos do time de azul. Porém, nos anos 70, virou a casaca para o Liverpool, em boa fase na época.

O menino Ringo Starr era torcedor do Arsenal, por influência de seu padrasto, que levava-o para assistir aos jogos dos “Gummers”. Seus herdeiros passaram a torcer pelo Liverpool.

George Harisson, porém, parece ter sido a exceção dos Fab Four, já que, nas décadas de 70 e 80, foi assíduo freqüentador de Campeonato de Fórmula 1, corridas pelo mundo, e não dava bola para partidas de futebol. Quando questionado sobre um time de futebol da sua preferência, apenas deu a seguinte declaração:

“Existem três times em Liverpool e eu prefiro o outro...”


Curiosidade:

Nenhum comentário:

Postar um comentário